Veterinária alerta para importância da vacinação contra cinomose

Veterinária alerta para importância da vacinação contra cinomose

Tendo em vista o grande número de casos de cinomose em cães que ocorrem em Lafaiete e região, é hora de lembrar que a cinomose é considerada a maior ameaça à saúde dos cães depois da raiva, apresentando alto índice de mortalidade. Não apresenta riscos para os humanos. Porém, apesar desse prognóstico ruim, um cachorro com cinomose precisa receber tratamento médico veterinário o mais rápido possível, pois quanto mais cedo o veterinário puder medicá-lo, melhores as chances de sobrevivência.

Vereadora Carla Sassi vai a Brasília e engrossa o coro pela prisão ...

De acordo com a médica veterinária, Carla Sássi, a cinomose é uma doença causada por um vírus. É altamente contagiosa entre cães (através de urina, fezes e secreções do focinho) e a única forma de prevenção é a vacina realizada por um médico veterinário.

“Inicialmente pode causar alterações respiratórias, como tosse, secreção nasal e ocular e pneumonia, pode também causar alterações como vômitos e diarréia. Em estágio mais avançado ataca o sistema nervoso, onde o cão começa a perder o movimento das patas (descadeirado) e progressivamente para de andar. Pode ainda dar convulsões e vocalizar (emitir sons agonizantes), explicou Sássi.

Mesmo que seu cão não saia de casa, ele corre risco também, pois você pode levar o vírus da rua para ele.

“Se você ama o seu cão, o vacine o quanto antes, lembrando que é mesmo necessário que isto seja feito por profissionais preparados, médicos e médicas veterinários. A cinomose mata!, alertou Carla Sássi.

Importante saber:

A vacina contra raiva fornecida pelas cidades, não protege contra a cinomose. A vacina que protege contra cinomose é conhecida como “múltipla, ou V6, ou V8, ou V10”. Os filhotes devem receber a primeira dose a partir de 45 dias, com mais dois reforços mensais (30 e 60 dias), somente após as 3 doses é que poderão sair para passear. Deverá ser realizado o reforço anual por toda a vida do animal.

A cinomose pode acometer animais de qualquer idade que não receberam as vacinas adequadamente. O vírus permanece no ambiente por vários dias, assim, não leve seu cão para passear caso não tenha sido vacinado por um Médico Veterinário nos últimos 6 meses. Sempre que vier da rua ou de uma residência onde tenha um animal não vacinado, tenha o cuidado de retirar os sapatos e roupas antes de ter contato com seu cão, assim como lavar bem as mãos, pois muitas vezes nós mesmos levamos o vírus para dentro de casa.

Fonte: Portal Lafaiete

Deixe uma resposta