Chuvas impactam serviço de coleta de lixo e roçada em Congonhas

Chuvas impactam serviço de coleta de lixo e roçada em Congonhas

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural de Congonhas – Semma informa que, devido às últimas chuvas, a coleta de lixo doméstico no Município também foi afetada por causa da interrupção de trânsito em algumas ruas. Com a liberação das vias após os trabalhos de limpeza, a expectativa de retorno à normalidade é para sexta-feira (14/01).

Os bairros mais impactados e que estão com coleta parcial são: Residencial, Jardim Profeta, Vila São Vicente e Praia. Isso ocorre porque, em algumas ruas, o caminhão de coleta não consegue acessar. Assim, o Serviço Municipal de Limpeza Urbana solicita aos moradores destas áreas que deixem o lixo em locais onde possam ser coletados, nos dias e horários programados para cada bairro.

A Secretaria de Meio Ambiente também informa que a coleta de lixo está interrompida no Esmeril, Barra de Santo Antônio e Chacreamento Abgail pela impossibilidade de acesso com os veículos. Tão logo as estradas forem liberadas, a coleta retorna à normalidade.

Já o serviço de roçada de vias e outras áreas está temporariamente suspenso por causa do remanejamento das equipes de pessoal (prestadores de serviços efetivos e contratados), além de máquinas e veículos. Eles estão empenhados na limpeza e desobstrução das vias pelo Município. Este serviço será retomado, gradativamente, a partir da próxima segunda-feira (17/01).

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Congonhas conta com a compreensão dos moradores e agradece a todos os colaboradores e empresas que auxiliam no trabalho. Outras informações pelo telefone: 3731-5287.

SOBRE AS LIMPEZAS NOS RIOS

A Secretaria Municipal de Obras – SEOB, que gerencia o contrato deste serviço, informa que já está realizando a limpeza dos rios na parte de cima onde é possível chegar com o maquinário e pessoal. Tão logo o volume de água baixe e dê segurança para trabalhadores e máquinas, a SEOB iniciará a limpeza das margens dos rios, isso porque o volume de lixo, galhos, eletrodomésticos e outros é muito grande e será necessário a retirada dos mesmos com retroescavadeiras. A previsão é de início na próxima semana. O trabalho nas calhas deve demorar um pouco mais.

Deixe uma resposta