Lafaiete perde dona Avelina Noronha

Lafaiete perde dona Avelina Noronha

Faleceu nesta noite de quinta-feira, 25 de fevereiro D. Avelina Noronha.

Aos 86 anos, a professora, escritora, poetisa, historiadora e genealogista, estava internada no Hospital e Maternidade São José (HMSJ).

Avelina Noronha, nos últimos anos se dedicou a contar a história da cidade de Conselheiro Lafaiete.  Em 1952, fez o curso de formação de professores no Colégio Nossa Senhora de Nazaré. Em 1968, realizou Exames de Suficiente na Faculdade Santa Maria, da Universidade Católica de Minas Gerais.

Era membro da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais (AMULMIG). Também foi membro da Academia de Ciência e Letras de Conselheiro Lafayette e é presidente-emérita; da União Brasileira de Trovadores, seção de Conselheiro Lafaiete. Em 1991, recebeu a Medalha “Santos Dumont” (grau Prata) conferida pelo Governo do Estado de Minas Gerais, por indicação da Academia de Letras de Minas Gerais.

Em 1993, foi homenageada com o Diploma de Honra ao Mérito Cultural pelos Relevantes Serviços Prestados à Comunidade, conferido pelo município de Conselheiro Lafaiete. Em 1996, recebeu a Medalha de Mérito “João de La Salle”, conferida pela municipalidade de Conselheiro Lafaiete. Em 2003, recebeu o título de “Grande Mérito Comunitário” concedido pela Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de Conselheiro Lafaiete (ACIAS). Em 2010, se associou ao Colégio Brasileiro de Genealogia.

Avelina Noronha soma publicações em antologias, revistas e jornais. Organizou a antologia “Poetas Queluzianos e Lafaietenses”  em 1991 e no ano seguinte, a Agenda Santo Antônio de Queluz. É autora do livro “Garimpando no Arquivo Jair Noronha”, lançado em 2013. Escreveu prefácios para livros e hinos para escolas e instituições. Desde 2006, era colunista do Jornal Correio de Minas tendo também colaborado com o Jornal Correio da Cidade.

Ainda não há informações sobre velório e sepultamento

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta