Hemominas tem quatro tipos de sangue com estoque crítico; veja como doar

Hemominas tem quatro tipos de sangue com estoque crítico; veja como doar

O positivo, O negativo, B negativo e AB negativo estão em alerta

O estoque de sangue da Fundação Hemominas está abaixo do ideal em quatro tipos sanguíneos, O+, O-, B- e AB-. Segundo a instituição, durante o período festivo de dezembro, muitos doadores esquecem das visitas aos hemocentros, entretanto, é importante manter a frequência nas doações, para o estoque não ficar tão crítico.

De acordo com o boletim divulgado pela instituição nesta segunda-feira (27/12), o sangue tipo O, tem as menores taxas. O positivo está 25% abaixo do ideal, enquanto O negativo está 37% abaixo.

“Sempre no final do ano, véspera das comemorações, a gente enfrenta uma baixa no comparecimento dos doares, em virtude das pessoas estarem preocupadas em programar suas atividades de lazer e as próprias festas de fim de ano. Elas acabam deixado as doações um pouco de lado e isso impacta para nós, pois ficamos com baixos estoques, principalmente O negativo e O positivo”, explica Viviane Guerra, assessora de captação e cadastro da Fundação Hemominas.

O sangue tipo O é raro na população e o mais utilizado nos prontos-socorros. “O tipo O negativo é pouco frequente na população, mas ele é o mais utilizado nas emergências dos hospitais, pois é doador universal. Um paciente grave, que chega nos prontos-socorros, precisa desse sangue imediatamente, porque não dá tempo de fazer a tipagem em pacientes nessas situações.”

Segundo Viviane, é comum ter flutuações de doação em feriados prolongados, festas de fim de ano, férias escolares e, em virtude da própria pandemia. Porém aconselha que aqueles que desejam e podem doar, mantenham o hábito mesmo nessas datas.

Veja os critérios gerais para doação:

Ter e estar com boa saúde

Ter entre 16 e 69 anos. Jovens de 16 e 17 anos devem estar acompanhados dos responsáveis legais ou ter a autorização, que está disponível no site da Hemominas

Pesar acima dos 50kg

Não ter tido hepatite após os 11 anos

Não doar em jejum. É preciso fazer uma refeição antes

Em caso de vacinação contra a COVID-19, é necessário aguardar 48h após cada dose de Coronavac. Já quem se vacinou com Pfizer, Astrazeneca ou Janssen, é preciso um intervalo de 7 dias.

A vacina contra gripe também precisa do intervalo de 48 horas para doar sangue

Para outras regras específicas, os doadores devem consultar o site da Fundação Hemominas.

O funcionamento da Fundação continuará, inclusive no Ano-Novo. Até 31 de dezembro é possível marcar doações em todas as unidades da Hemominas.

“Doar sangue é seguro e salva vidas. É um gesto simples, nobre e que tem o valor de vida para quem vai receber”, finaliza Viviane Guerra.

Fonte Jornal Estado de Minas

Em Conselheiro Lafaiete o Posto de Coleta de Sangue funciona às quartas-feiras de 8h às 12h. O endereço é  Rua Higino Sebastião da Cunha, 135 – bairro Parque dos Bandeirantes – região da Linhazinha.

Deixe uma resposta