Golpe da revisão de benefícios do INSS
Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Golpe da revisão de benefícios do INSS

Mais um caso de golpe foi evidenciado em nota pelo INSS, e dessa vez trata-se do golpe da revisão do benefício com objetivo de obter dados dos beneficiários.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou que as abordagens têm acontecido comumente por meio de cartas, e-mail, telefonema ou mensagem de celular.

Como denunciar esses golpes? 

Se você foi vítima ou passou pela tentativa de um golpe, deve denunciar à ouvidoria do INSS pelo telefone 135.

É importante que seja registrado um boletim de ocorrência e comunicar aos órgãos envolvidos, tanto o INSS quanto o banco que paga o benefício. 

Uma dica para evitar cair em golpes é sempre manter seus dados cadastrais atualizados no Meu INSS ou pelo telefone.

| Saiba mais sobre a revisão da aposentadoria

O que são as revisões de benefício? 

Outra coisa que é interessante você saber para não cair no golpe da revisão de benefício é o que é a revisão. 

Esse recurso serve para reanalisar o benefício que está sendo pago a você. Ao todo, existem três tipos de revisão do INSS: 

  • Revisão administrativa; 
  • Revisão de auxílio com incapacidade temporária;
  • Revisão dos Benefícios de Prestação Continuada – BPC.

Vamos entender melhor cada um deles? 

Revisão administrativa

Nesse tipo de revisão, o segurado recorre ao próprio INSS para revisar o seu benefício, seja o valor recebido ou mesmo os vínculos empregatícios considerados.

Para os contemplados por esse tipo de revisão, o INSS está enviando uma carta para o endereço cadastrado pelo beneficiário e caso o mesmo não seja localizado, a notificação será feita via Diário Oficial da União.

Quem for chamado para fazer a regularização dos documentos deve apresentá-los nos canais oficiais de atendimento: Meu INSS ou as agências da Previdência Social.

Revisão do auxílio por incapacidade temporária 

Esse outro tipo de revisão será feito a partir de agosto deste ano e é correspondente ao antigo auxílio-doença. 

Os beneficiários convocados, também receberão a chamada via carta no seu endereço, via notificação do banco pagador do benefício, por email ou via Diário Oficial da União. 

É necessário que o beneficiário realize o agendamento da perícia médica revisional pelos canais oficiais de atendimento.

Revisão dos Benefícios de Prestação Continuada – BPC

O INSS realiza a avaliação do BPC para saber se os beneficiários não possuem outras fontes de renda que os tornem inelegíveis para esse tipo de benefício. 

Essa avaliação administrativa acontece desde 2019 e quando outras fontes de renda oficiais são encontradas, é dado início ao processo de averiguação junto ao segurado.

Nessa averiguação haverá um prazo para defesa do segurado e mesmo se após o veredito do banco o benefício for cessado, a ação dá margem para recurso. 

Igualmente aos outros modos de revisão, a notificação chegará por carta no seu endereço ou via Diário Oficial da União. E os convocados deverão apresentar documentação nos canais oficiais do INSS.

Cuidados para não cair em golpes

E não podemos esquecer de dar algumas dicas a você de como se proteger dos golpes que são dados em aposentados e pensionistas. 

Os casos estão cada vez mais comuns, então separamos uma lista rápida com cuidados. Confira! 

  • Verifique todos os canais de comunicação do ofertante;
  • Veja se na mensagem há erros de português, se tiver, desconfie;
  • Não acredite em mensagens que chegam apenas via WhatsApp ou SMS;
  • Não compartilhe seus dados com qualquer um antes de averiguar a informação.

Gostou do conteúdo? Cadastre-se abaixo no formulário para recebar semanalmente nossos materiais no seu e-mail

Fonte: Jornal Contabil

Deixe uma resposta