Confira a crônica do escritor e advogado Sílvio Lopes: O imbecil

Confira a crônica do escritor e advogado Sílvio Lopes: O imbecil

Não existe tranquilidade diante do tempo em que hoje existo. Nem sei mesmo se existo. Entendo que devo ser uma brincadeira idiota ou do destino ou do Criador de tudo. É de cada alma fascista pensarmos ter certeza de tudo. Gosto de andar correndo, sem sair do lugar idiota que tenho nessa vida contra qualquer coisa que não possa me responder a razão da minha infinita imbecilidade.

Silvio Lopes de Almeida Neto.

Deixe um comentário