Caminhada e ação social em alusão ao junho violeta sensibiliza comunidade sobre violência contra idosos

Caminhada e ação social em alusão ao junho violeta sensibiliza comunidade sobre violência contra idosos

Spread the love

Na manhã desta terça-feira, diversas entidades uniram esforços em uma comovente iniciativa na Praça dos Ipês, no bairro Rochedo, para marcar o Junho Violeta, dedicado à conscientização sobre a violência contra a pessoa idosa. Organizado pelo CREAS, E-Multi, ESF Amazonas e Secretaria de Esportes, o evento teve como propósito principal sensibilizar a comunidade sobre os diversos tipos de violência que afetam os idosos, além de oferecer serviços e orientações.

A atividade teve seu ponto de partida na Igreja de São João, de onde os participantes seguiram em uma caminhada até a Praça dos Ipês. Durante o percurso, foi realizada uma abordagem coletiva utilizando a música “Couro de Boi” como uma ferramenta para reflexão sobre situações que frequentemente são consideradas violência ou violação de direitos. Os presentes foram agraciados com o “Violentômetro”, um material informativo que facilita a identificação de situações de violência contra pessoas idosas.

Profissionais do CREAS e E-Multi estiveram disponíveis ao longo do evento para oferecer atendimento e orientações sobre os direitos dos idosos, bem como sobre os canais de denúncia disponíveis para casos de violência. Estudantes da ESTEC também contribuíram para a ação, oferecendo serviços como aferição de pressão arterial e medição de glicemia, ampliando os benefícios da iniciativa para além da conscientização.

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado em 15 de junho, serviu como pano de fundo para a importância de combater todas as formas de violência que afetam essa parcela vulnerável da população. A negligência, a violência psicológica, os maus-tratos e a violência patrimonial foram destacados como alguns dos tipos mais comuns de violência contra os idosos, reforçando a necessidade de vigilância e denúncia por parte da sociedade.

Ao final do evento, fica o apelo para que todos possamos contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva para todas as idades. A união de esforços demonstrada hoje reforça a esperança de um futuro onde os idosos possam viver com dignidade e respeito, livres de qualquer forma de violência.


Spread the love

Deixe um comentário